Seja bem vindo ao Gyllenhaalics, um blog totalmente dedicado ao ator Jake Gyllenhaal, que é conhecido por grandes filmes como Donnie Darko, Soldado Anônimo, O Segredo de Brokeback Mountain, Zodíaco, O Abutre e muitos outros. Obrigado pela visita e aproveite!

Source Code em Nova York

Entrevista com Jake Gyllenhaal no The Dayle Show with Jon Stewart. Infelizmente ainda não tive tempo de ver, mas a Paula viu e fez um resumo:

Jon Stewart diz que está preocupado com o Jake porque ele não tem namorada e depois diz que existe uma rapariga na audiência que tem uns 14 ou 18 anos e quer casar com ele( foi piada com a taylor) e na lata pergunta se ele é solteiro, namora ou está procurando alguém

O Jake responde que está um pouco preocupado com tanto interesse da parte do Jon, e ele diz que só quer o melhor para o Jake e continua a perguntar se alguma vez ele viu uma mulher por quem se apaixonasse de imediato e que quisesse passar o resto da vida com ela.

O Jake muito serio responde que sim e depois de uma pausa diz " no momento em que nasci e vi a minha mãe", o publico fez todo "ahhhhhh". Que coisa mais linda.

Segundo uma outra fã, Jon diz que Jake se apaixonou pela mãe pq ela o deixou chegar à "segunda base"(espero que tenham entendido).

Um pouco perto do final, ele fala que Jake está recebendo muitos elogios por sua atuação em Source Code.

Vídeo da entrevista:



Fotos

Deixando o Hotel a caminho do The Dayle Show:



Após a entrevista, Jake assinou autógrafos para os fãs:





Para ver mais: IHJ

Entrevista com Jake no Good Morning America(entrevista ocorreu esta manhã):





Entrevista ao jornal The Independent

Se tivesse oito minutos para viver... "Eu acho que se eu estivesse nessa situação, me reuniria com a minha família e não seria para pedir desculpas, mas seria, espero, para ter uma boa risada. Para ouvi-los rir, porque adoro fazer isso com minha família. E se esses oito minutos viesse agora, seria, 'Desculpe, eu tenho que ir. Vou ter que cortar a nossa pequena entrevista ", ele ri.

Sobre atuar mais uma vez em um filme sobre viagem no tempo(Donnie Darko foi o primeiro): "Eu sou fascinado pela noção de tempo. Eu realmente amo esse assunto", diz o ator. "Para mim, este filme, filosoficamente, é uma representação da idéia de que temos pequenos nascimentos e pequenas mortes todos os dias. Se prestarmos atenção a eles, podemos crescer. "

Sobre o amor: "O que eu acredito no amor é que, se é com sua família, seja com alguém que você se apaixonou e tem um relacionamento ou qualquer que seja, é tudo sobre como ser visto. É tudo sobre alguém dizendo: "Vejo você. Eu vejo quem você é. Eu amo quem você é. Eu aprecio quem você é".

Sobre Duncan Jones: " quando ele está no set, ele me lembra alguém como Ang Lee. Ele é quieto, ele dificilmente diz uma palavra. Ele é estranhamente confiante desta forma, onde ele permite às pessoas ser eles mesmos e então finalmente você percebe que você está no seu vórtice! Ele realmente capacita seus atores. Eu respondi a sua confiança como um visionário com Lunar - Eu podia sentir isso no filme - e porque eu também tenho um certa quantidade de experiência, houve uma camaradagem real entre nós dois. Duncan e eu tínhamos que estar quase em sincronia, porque você vê a história através do personagem que eu estou interpretando, por isso, se ele fez uma escolha eu tinha que mudar por causa dessa escolha, nós não podíamos desviar das escolhas um dos outros.

A questão é que, como diretor, Duncan se sente como um contemporâneo, mas ao mesmo tempo, ele é tão responsável quanto alguém como Ang Lee ou David Fincher e Sam Mendes ou alguém com quem trabalhei, que é uma qualidade rara para um jovem cineasta em um segundo filme. "

Sobre Brokeback Mountain: "Muitas vezes, o mais maravilhosos filmes interessantes não são exatamente divertido de fazer. Um dos processos mais difíceis que eu passei - e eu diria que todos os atorer iriam concordar com isso - e que não foi uma tonelada de diversão em Brokeback Mountain. No entanto, nós nos amávamos sobre esse filme tanto que estamos todos ainda próximos e vamos ser para o resto de nossas vidas. Além disso, se esse filme teria sido bem sucedida ou não, financeiramente ou qualquer outra coisa, ainda havia algo especial sobre ele, mesmo não se sentindo bem na época."

Fonte: The Independent

Nenhum comentário:

Postar um comentário