Seja bem vindo ao Gyllenhaalics, um blog totalmente dedicado ao ator Jake Gyllenhaal, que é conhecido por grandes filmes como Donnie Darko, Soldado Anônimo, O Segredo de Brokeback Mountain, Zodíaco, O Abutre e muitos outros. Obrigado pela visita e aproveite!

Tradução da entrevista com Jake Gyllenhaal para a revista GQ Alemã



Jake Gyllenhaal é um dos homens mais belos de Hollywood. Vestido com esmero no trabalho. Em privado, ele não poderia me importar menos para a moda. É por isso que nós conversamos com ele sobre questões menos importantes: dinheiro, por exemplo.

Criado em uma família de cineastas, o primeiro trabalho foi aos 11. Jake Gyllenhaal tem apenas 32, mas seu 25º filme, chamado "Prisoners", está prestes a ser lançado. Claro que poderíamos falar sobre isso. Mas não vamos (ou tanto quanto queríamos). Queremos conhecer melhor o homem por trás dos papéis. Por exemplo, como é que ele consegue parecer tão legal o tempo todo?

Jake Gyllenhaal demonstra o quão pouco um homem bonito tem que fazer para parecer sexy neste dia de verão quente e úmido em um hotel em Nova York. Ele vestiu uma camiseta desbotada azul escuro, calça jeans desgastadas e um velho par de Clarks. No entanto, a roupa parece sob medida, as roupas encaixam como uma luva. T-shirt, jeans e Clarks - é assim que Gyllenhaal geralmente sai de seu apartamento no verão.

A lista de favoritos sobre Jake Gyllenhaal no Stylebistro.com - um site que analisa as roupas favoritas das celebridades com base em fotos de paparazzi - é proporcionalmente curta. Muitas vezes ele usa camisas xadrez com óculos de aviador, no inverno é um cachecol de lã grossa com uma jaqueta esporte tweed. Ele é visto em ternos ou smockings somente quando está em uma festa do Oscar ou em stréias de filmes.

Quando você tenta pesquisar seriamente os arquivos, como o que Gyllenhaal usa, você vai encontrar muito pouco sobre isso, mas em vez disso você encontrará todas sobre as mulheres desempenharam um papel vital na sua vida nos últimos 10 a 12 anos: Reese Witherspoon , Anne Hathaway, Kirsten Dunst. Em março o boato dizia que ele estava namorando a modelo Emily DiDonato. Em julho os tablóides informaram que ele está agora com Alyssa Miller.

Gyllenhaal, 32 anos, é mais alto do que ele parece em seus filmes. Talvez porque até recentemente ele interpretou rapazes no limiar da idade adulta. Tipos que eram mais jovens e ingênuos do que Gyllenhaal, seguido de um vaqueiro, que foi acampar com um amigo (Brokeback Mountain), um príncipe com uma espada de grandes dimensões (Prince of Persia), um vendedor de Viagra (Amor e Outras Drogas).

Somente nos últimos anos Gyllenhaal interpretou personagens, onde ele atua como um homem adulto. A história de como ele patrulhou com policiais reais em South Central em Los Angeles por meses, tiroteios e ver um homem sangrar até a morte, a fim de preparar-se para "End of Watch". Então, vamos falar de outra coisa primeiro.

Sr. Gyllenhaal - Gyllenhaal, que tipo de nome é esse, afinal?

Meu pai descende da família sueca Gyllenhaal, uma linhagem nobre que meu antepassado Nils Gunnarsson Haal estabeleceu no século 17 e que tem sido muito influente na Suécia por um longo tempo. Meu bisavô emigrou para os EUA. Mas eu me vejo como um judeu desde que minha mãe é um russo-judaica de New York.

GQ Style: é tudo sobre moda. Quanto tempo você passa na parte da manhã para escolher suas roupas?

Não muito. Vamos dizer: um minuto.

Quão importantes é os braços bem tonificados quando se veste camisetas e camisas de botão manga curta?

Eu amo artes marciais - karatê, capoeira, kick boxing, kung fu. É por isso que eu gasto um monte de vezes na academia e eu tenho os braços firmes. Mas esses braços são de modo algum uma declaração de moda.

Você já foi a um desfile de moda antes?

Não, eu não fui.

Você tem um assistente, quando se trata de moda?

Não.

Ou um designer favorito?

Não.

Qual é o acessório mais importante para um homem?

A única coisa que é importante para um homem: ele tem que estar de acordo com o que ele faz. Todo o resto virá por conta própria

Você está em conformidade com a sua carreira?

Absolutamente.

Você pode resumir o seu mais recente filme "Prisoners" em uma frase?

Duas crianças desaparecem e meu personagem, Detetive Loki, tem que encontrá-las. Mas o pai não está descontente com o trabalho de Loki e o caso se transforma em uma espiral de ódio e violência. O tema do filme é o absurdo da vingança.

São três frases.

Está certo.

Hollywood está fazendo filmes cada vez menos sofisticados a cada ano. E os filmes que estão sendo feitas são principalmente explosões e CGI. É muito divertido ser uma estrela de Hollywood, Sr. Gyllenhaal?

Você está certo, a rivalidade em torno dos papéis interessantes fica mais agressivo. É por isso que nós fomos capazes de conseguir Hugh Jackman para um projeto de baixo orçamento como "Prisoners", embora ele poderia pedir 20 milhões para qualquer outro filme. Melissa Leo, Paul Dano e Maria Bello foram contratados também. Isso é que é cada vez mais importante para mim: eu quero trabalhar com uma equipe muito boa e me divertir.

Você se vê como um jogador do time?

Em qualquer caso, eu fiquei muito agitado quando eu sentia ser rotulado como uma "celebridade". Eu não quero trabalhar em certos papéis em filmes caros, porque eu sou bem conhecido. O que eu estou realmente interessado é no trabalho de ator. Isso significa compreender o mundo do trabalho em equipe, bem como: diretores de fotografia, maquiadores, figurinistas. Tenho muita sorte, mas agora eu só quero ser parte de um grupo de trabalho. Resumindo: sim, a equipe é a chave.

Por que é tão difícil fazer um bom filme?

Eu tenho feito isso por 20 anos e agora eu não tenho absolutamente nenhuma idéia. Às vezes você acha que está tudo perfeito - e, em seguida, você está decepcionado com o produto acabado. Comigo geralmente começa com um sentimento, uma energia que eu sinto quando leio o script.

Quantos os scripts que você lê diariamente?

Pelo menos dois.

Quantos deles são interessantes?

Acho que todos eles são interessantes. Mesmo aqueles que eu nunca iria fazer. Minha mãe escreve scripts, meu pai é um diretor e eu sei quanto tempo e esforço se dá em cada script. Eu valorizo ​​as idéias, os conflitos, o ofício do escritor.

O que um roteiro precisa ter para que você se sinta animado e concorde em fazê-lo?

Eu não poderia dizer. Tem muito a ver com o timing. E o jeito que você entrar em contato com o outro. Denis Villeneuve, o diretor de "Prisoners" me deu o roteiro e queria falar sobre isso. Eu gostei quando ele pediu para minhas idéias. Não acontece com muita freqüência.

Também está no próximo filme "Enemy" de Villeneuve. Questão de confiança?

Sim, você precisa confiar uns nos outros. Cada projeto é um animal perigoso para todos os atores que não tem nenhuma influência sobre a forma como a equipe irá trabalhar e como o produtor ficará no final.

Existe essa história de que você pediu para se encontrar com os produtores de "End of Watch" depois de ler o roteiro - mesmo que nunca pensou que eles iriam lhe oferecer o papel. Então você teve que lutar pelos melhores papéis

Claro. Todo mundo quer essas raras oportunidades que realmente desafiam um ator. É uma competição difícil. Ninguém em Hollywood deve esperar que o papel dos seus sonhos venha voando para ele.

Qual foi o filme mais idiota que já te ofereceram?

Essa é difícil de responder, porque há um monte de idéias idiotas lá fora. E eu também não quero insultar ninguém.

Seu trabalho tem um lado econômico: para contratar um ator depende de como seu último filme fez tão bem nas bilheterias. Como você lida com o fato de que você parece ter um preço em torno de seu pescoço, que nunca pode ler "Vende-se"?

Eu não penso sobre isso ou eu ficarei louco.

Você está olhando nervosamente para os índices de faturamento no fim de semana de abertura?

Sim. Embora seja bastante inútil já que não posso influenciá-lo. Todo ator tem que entender que o cinema é sobre dinheiro. Alguém lhe deu dinheiro para fazer um filme e ele vai querer o dinheiro de volta em um ponto - com considerável interesse. Se você não pode aceitar isso, Hollywood não é o lugar certo para você.

A constatação dolorosa?

Não. Você tem que distinguir entre as exigências de um trabalho - e como exercê-la. Enquanto eu trabalho, eu nunca pensei que eu preciso fazer esta ou aquela decisão para que as pessoas venham ao cinema mais tarde. Só posso apostar. Minha moeda não é dinheiro, é a criatividade. O dinheiro deve apenas importar para as pessoas a quem o dinheiro é importante.

Será que o dinheiro não lhe interessa, afinal?

Vamos dizer que não é nenhuma das minhas paixões para comprar coisas. Eu nem sequer penso nisso.


Entrevista tirada GQ Style (Alemanha) 2013.

Scans: IHJ

Tradução: Sasha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário