Seja bem vindo ao Gyllenhaalics, um blog totalmente dedicado ao ator Jake Gyllenhaal, que é conhecido por grandes filmes como Donnie Darko, Soldado Anônimo, O Segredo de Brokeback Mountain, Zodíaco, O Abutre e muitos outros. Obrigado pela visita e aproveite!

Entrevista sobre Constellations



Jake Gyllenhaal leva as coisas a sério. Seja discutindo seu processo ou rumores de um caso fora dos palcos com a co-star Ruth Wilson de Constellations, ele escolhe as palavras com cuidado e é carinhosamente sério, especialmente para um dos Hollywood It Boy. Talvez porque não é assim que o ator vê a si mesmo. Embora Gyllenhaal, 34 anos, é mais conhecido por papéis em filmes de alto perfil (um cowboy gay indicado ao Oscar em Brokeback Mountain, um câmera amador amoral no recente Nightcrawler, que está gerando uma conversa sobre prêmios), ele diz que o palco é um de seus "lugares favoritos do mundo". Ele retorna como um apicultor britânico apaixonado por uma física no romance de Nick Payne, Constellations, que marca sua estréia na Broadway, mas ele insiste que não está tetando se fazer humilde. Ele vê o teatro como uma parte integrante do seu futuro.

Esta é a sua segunda tentativa com o dramaturgo Nick Payne e diretor Michael Longhurst, depois de If There Is I haven't Found It Yet, há dois anos, na off-Broadway.

Sim, mas foi [MTC diretor artístico] Lynne Meadow que originalmente me passou esse script. Eu li e fui imediatamente impressionado com não apenas a escolha das palavras de Nick, mas a estrutura de suas palavras. O diálogo do personagem que eu innterpretei foi apenas o ajuste no lado esquerdo da página. Enquanto isso, as falas de Brian F. O'Byrne foram para o final da página. Eu amo a forma com Nick escreve, e como ele exige o público a pensar por si mesmos. Em Constellations, há uma verdadeira sensação de participar do show, unindo o casal em seu relacionamento. Você tem que prestar atenção às nossas palavras e nossos comportamentos. Ela acontece em todos os 70 minutos, de modo que se exige um certo tipo de foco.

É engraçado como um teatro sem fins lucrativos  te levou a outra, e agora você fez o círculo completo no MTC.

É maravilhoso, todo mundo permitiu o universo a brincar com as coisas, e tudo estranhamente acabou de volta onde tudo começou.

Que mais ou menos acontece em Constellations.

É muito parecido com a peça. Eu acho que o universo nos dá pistas sobre o que fazer e para onde ir-podemos escolher para ouvi-los ou não.

Em Constellations, momentos cruciais na relação do casal acontecem de maneiras diferentes em vários cronogramas. Isso me fez pensar em você em Donnie Darko, que também brinca com cronologia e realidades alternativas.

Ninguém me disse isso antes, mas qualquer menção de Donnie Darko com qualquer outra peça artística que eu estou fazendo é um elogio, porque sou realmente orgulhoso desse filme. Ele explorou a idéia de que o universo é totalmente efêmero, extraordinário e aterrorizante e, de certa forma, Constellations faz, também. Mas, afinal acho que a peça é sobre amor e morte. Tem uma moderna qualidade de Romeu e Julieta nisso.

E sua estrutura única aumenta o impacto dessa perda.

Sim. A peça é intensamente pessoal para Nick. Ele estava tentando expressar o sentimento que ele tinha quando ele conheceu sua esposa, juntamente com a tristeza que sentiu quando seu pai morreu. O que separa Constellations de outros shows que brincam com estrutura é que ela não é um truque-ela é escrita com o coração.

Falando sobre o coração, todas as revistas de fofocas estão especulando que você e Ruth Wilson são um casal na vida real.

[Risos] Eu acho que esse tipo de coisa é inevitável quando você está fazendo uma peça que exige este tipo de intimidade. Obviamente, eu acho que esse material tablóide é um absurdo. Posso dizer que realmente é uma honra trabalhar com ela no palco todas as noites.

Sua irmã, Maggie, também é grande no palco. Você pretende seguir seus passos teatralmente?

Se o palco for para mim. Há alguns anos atrás eu disse a mim mesmo: Por que você não vai para os lugares onde você realmente gosta de estar? O teatro é um desses lugares. O palco faz você se sentir em casa sobre as habilidades que serão  negligenciadas ao fazer filmes. Para mim, estar no palco é uma peça do quebra-cabeça que faz aprender a arte de atuar.

Fonte: .timeout

Nenhum comentário:

Postar um comentário